Pessoas sem máscara na rua serão multadas em Londrina

Pessoas sem máscara na rua serão multadas em Londrina Foto: Arquivo

Com o aumento no número de pessoas nas ruas da cidade e casos confirmados de Covid-19, o prefeito Marcelo Belinati (PP) anunciou nesta quarta-feira (20) novas medidas para conter o avanço da doença. “Estamos vendo gente jogando bola, praça com muito movimento, barzinhos sem respeito de distanciamento, comércio abrindo antes e fechando depois do horário estipulado”, afirmou.

Segundo o chefe do executivo, as ações de fiscalização serão intensificadas com a Guarda Municipal e a Polícia Militar. Pessoas em via pública sem o uso de máscara de proteção serão notificadas e posteriormente multadas em R$ 300, dobrando o valor em caso de reincidência.

Proprietários de bares, lanchonetes e outros comércios do segmento que não respeitarem o distanciamento entre clientes, horário de funcionamento e limite da capacidade, serão notificados e orientados. Em caso de reincidência, o estabelecimento será fechado por uma semana como forma de punição e se persistir, terá o alvará de funcionamento cassado.

Com realização de festas, churrascos e encontros em chácaras e espaços de eventos, os responsáveis serão multados. Esses espaços também podem ter o alvará de funcionamento cassado. A multa será de no mínimo R$ 1 mil ou R$ 10 por metro quadrado. O novo decreto deve ser publicado ainda nesta quarta e as novas regras já entram em vigor. 

“Creio que uma minoria entendeu de forma equivocada o momento que estamos vivendo agora, não sei se pensaram que a pandemia está acabando ou se aqui é diferente do mundo todo. Teremos os próximos meses complicados”

Espaços públicos
Locais como Zerão, Lago Igapó, praças e outros, continuam interditados por força de um decreto municipal. Mesmo diante da proibição, munícipes continuam frequentando os espaços e se aglomerando principalmente para realização de exercícios físicos. O prefeito ressaltou que as regras continuam valendo e também prometeu aumentar a fiscalização nestes locais. 

Estudos
Belinati voltou ressaltar o trabalho realizado pelo Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (Coesp), formado por um grupo de médicos e especialistas que avaliam a pandemia diariamente na cidade.

As situações de academias de ginástica, que continuam proibidas de funcionar, e igrejas, ainda sem autorização para realização de cerimonias com a presença do público, serão avaliadas ainda nesta semana pelo Coesp.

Segundo o prefeito, um estudo realizado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) aponta que o número de casos atualmente poderia ser enorme. “Se nós não tivéssemos tomado nenhuma medida, Londrina hoje teria 35.063 casos confirmados de Covid-19”, afirmou.

Foto: Arquivo

Informações: Assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Londrina

Rádio Almagro FM

Rate this item
(0 votes)
Última modificação em Quinta, 21 Maio 2020 02:11

Deixe um comentário em nosso mural

Certifique-se de inserir todas as informações necessárias, indicadas por um asterisco (*). Código HTML não é permitido.

Notícias Recentes

CURTA NOSSA PÁGINA

Imagens Notícias

Prefeito alerta para fake news: hospitais não recebem por cada caso de Covid-19

Guarda Municipal interdita bar e encerra festa em residência em Londrina

Zagueiro Augusto se despede e lista de saídas do LEC chega a oito jogadores

Capotamento deixa três feridos e causa confusão generalizada na zona oeste

Transsexual morre ao ser atropelada por carro na BR-369 em Londrina

Prefeito Marcelo Belinati anuncia multa de até R$ 120 mil para quem promover aglomerações em Londrina

Morre no hospital em Londrina segurança de concessionária baleado enquanto trabalhava

Mulher e criança ficam feridas em acidente de trânsito em Londrina

Cadastro para o Auxílio Emergencial pode ser feito nas agências dos Correios