"Não teve intenção de matar", diz advogada de professor que esfaqueou casal em motel de Londrina

"Não teve intenção de matar", diz advogada de professor que esfaqueou casal em motel de Londrina Foto: Divulgação Polícia Militar

A defesa do professor Indalécio Alexandre Linares dos Santos, suspeito de assassinar a facadas um homem e tentar matar uma mulher em um motel de Londrina, entrou na noite desta segunda-feira (14) com um pedido na Justiça para que ele seja solto. Ele teve a prisão preventiva, que vale por tempo indeterminado, decretada pelo juiz Bruno Régio Pegoraro e segue detido no Centro de Triagem, localizado na Avenida Dez de Dezembro.

O rapaz que morreu foi identificado pelo Instituto Médico Legal como Rodolfo Delamuta. A moça, Ligéia Fernanda Rodrigues Fernandes, está internada na Santa Casa. A advogada Irene de Fátima Hummel, que defende o professor, afirma que ele foi sequestrado. "Os fatos ainda estão distorcidos. O casal usava uma faca ameaçando o meu cliente e consumia crack dentro do veículo. Em seguida, já no final da viagem, ordenaram que ele fosse para o motel", explicou a advogada de defesa.

Foto: Divulgação Polícia Militar

Rádio Almagro FM

Rate this item
(0 votes)
Última modificação em Terça, 15 Dezembro 2020 13:50

Deixe um comentário em nosso mural

Certifique-se de inserir todas as informações necessárias, indicadas por um asterisco (*). Código HTML não é permitido.