Nelson Almagro

Nelson Almagro

Muito trabalho. Esse tem sido o início de temporada para a equipe Londrina/FEL/IPEC de atletismo. A preparação completa 45 dias e a programação prevê treinamentos mais intensos para as próximas semanas.

A ideia da comissão técnica é aproveitar os próximos 30 dias para nivelar a preparação e alcançar um bom nível físico e técnico visando as primeiras competições oficiais de 2021, o Torneio FAP 1 – Master, Adulto, Sub-23 e Sub-20, em Cascavel, e o 2º Torneio Atletismo Paulista Adulto, Sub-18 e Sub-20, em Piracicaba, ambos marcados para o dia 27 de março.

“Iniciamos nossa preparação mais cedo esse ano. Como a gente vem de um ano atípico, em que as competições se estenderam até dezembro, o objetivo era não ficar muito tempo parado para não perder todo o ritmo. Estamos no período que chamamos de preparação geral, um suporte físico importante para a temporada, e vamos entrar agora na fase dois, com treinamentos mais intensos”, explicou o treinador Gilberto Miranda.

Como o calendário somente prevê competições a partir do final de março, a equipe teve de encontrar alternativas para tentar já adiantar o ritmo de competições aos competidores. Por isso reuniu todos os 60 atletas em um teste no início deste mês. E já prevê um novo trabalho semelhante para daqui a três semanas.

“O primeiro foi muito bom. A gente conseguiu ter uma boa noção de como está a preparação e onde precisamos ajustar. E esse próximo já vai ser um nível acima em termos físicos e técnicos. A nossa ideia é que eles sirvam de base para as competições que virão”, projetou Miranda.

Esses testes são realizados na pista da Universidade Estadual de Londrina (UEL), onde a equipe realiza seus treinos diários, e simulam uma competição oficial, com cada atleta estimulado a competir no máximo de suas potencialidades.

Foto: Divulgação

Informações: FEL Londrina

Rádio Almagro FM

O corpo do jovem de 18 anos que se afogou no último domingo (21) foi encontrado nesta terça-feira (23), por volta das 13h30, no Rio Tibagi. No fim de semana, a família estava reunida em uma confraternização nas proximidades da localidade conhecida como Poço Bonito, em Ibiporã, realizando um churrasco. Segundo os relatos do padrasto, Gustavo Henrique de Souza teria decidido mergulhar no rio e não foi mais visto. Ele sabia nadar.

Os familiares entraram em desespero e iniciaram buscas no rio com um barco próprio. O Corpo de Bombeiros foi acionado rapidamente. O trecho do rio em que ele sumiu tem aproximadamente 20 metros de profundidade. 

A equipe tentou realizar buscas com um mergulhador, mas uma forte corrente no fundo do rio dificultou a posição adequada. O trabalho continuou na segunda-feira (22) e na manhã desta terça. O corpo foi encontrado pela equipe dos Bombeiros em um local não informado.

Foto: Familiares

Informações: Bombeiros de Ibiporã

Na sessão desta terça-feira (23), os vereadores(a) da Câmara de Londrina aprovaram em segunda e última discussão o projeto de lei (PL) nº 72/2020 que proíbe a Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná) de cobrar uma tarifa mínima pelo consumo de água em Londrina. O projeto também proíbe a companhia de efetuar a cobrança pelo tratamento, pela coleta e pela remoção de esgoto sanitário em percentual superior a 40% do valor da tarifa de água – hoje a tarifa de esgoto equivale a 80% do valor da água. 

Conforme o projeto, será aplicada multa diária de R$ 10 mil em caso de descumprimento das medidas. O projeto foi aprovado com 15 votos favoráveis e duas abstenções. Agora, o documento segue para sanção ou veto do prefeito Marcelo Belinati (PP). Eduardo Tominaga (DEM) e Matheus Thum (PP) se abstiveram. Já Deivid Wisley (Pros) e professora Flavia Cabral (PTB) estavam ausentes na sessão. Os demais parlamentares votaram favorável ao projeto. 

Como funciona? 
A tarifa mínima da Sanepar é cobrada de quem utiliza até cinco metros cúbicos de água. Para o vereador Roberto Fú, autor do projeto, a cobrança é injusta e os consumidores deveriam pagar apenas pela água efetivamente consumida. Ao defender o projeto na sessão desta terça, o parlamentar citou outros locais do País que aprovaram leis semelhantes, como Brasília. 

"A tarifa mínima [em Londrina] está em torno de R$ 70. De zero a 5 metros cúbicos, nós pagamos R$ 38,77 pela água e R$ 31,02 pela rede de esgoto. […] Brasília acabou com a cobrança da tarifa mínima e hoje isso já é praticado. A Companhia de Saneamento Ambiental de Brasília (Caesb) deixou de cobrar tarifa mínima para quem consome até 10 metros cúbicos de água", afirmou. Em Brasília, a medida passou a valer em junho de 2020, a partir da lei distrital nº 6.272/2019.

Agepar
A pedido da Comissão de Administração, Serviços Públicos e Fiscalização e da Comissão de Política Urbana e Meio Ambiente, em setembro do ano passado, a Agepar enviou manifestação por escrito sobre o projeto de lei e o documento foi anexado à tramitação do PL. 

A agência informou que existem estudos que justificam a cobrança da tarifa mínima de água em dois aspectos: como forma de contraprestação à concessionária pela manutenção da rede de distribuição de água e esgoto e seus custos fixos envolvidos (manutenção das tubulações e infraestrutura necessária para o tratamento e distribuição da água); e como justificativa para a distribuição de água à parcela mais vulnerável da população a preços mais baixos (tarifa social). 

Em relação à fixação da tarifa de esgoto proporcionalmente ao consumo de água, a Agepar afirmou que a justificativa é a mesma da cobrança da tarifa mínima, ou seja, a necessidade de recursos para compensar a concessionária pelos seus investimentos em capital e custos fixos. Ainda segundo a agência, se o projeto for convertido em lei, impactará o equilíbrio econômico-financeiro do contrato firmado entre o Estado do Paraná, o Município de Londrina e a Sanepar, de modo que a concessionaria terá o direito, contratual e legal, de fazer uma revisão tarifária. 

Foto: Divulgação

Informações: Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores de Londrina

A Polícia Federal e a Receita Federal de Londrina realizaram na manhã e tarde desta terça-feira (23) a Operação Arapuca de combate ao contrabando, em Apucarana e Arapongas.

Seis estabelecimentos comerciais das cidades foram os alvos da fiscalização. As denúncias chegaram com informações de que os estabelecimentos estariam comercializando eletrônicos e telefones celulares de fora do país, sem a regular importação.

Uma grande quantidade de mercadoria estrangeira foi retida e encaminhada para o Depósito da Receita Federal de Londrina, onde serão quantificadas.

Aos comerciantes que tiveram seus produtos levados, foi dado uma nova oportunidade para que comprovem a origem lícita e o pagamento dos tributos sobre tais bens.

Não sendo comprovado a regularização da importação, os proprietários poderão perder os bens. Além disso, estarão sujeitos a responsabilização penal pelo crime de sonegação fiscal, contrabando e descaminho, previstos no código Penal Brasileiro.

Foto: Divulgação

Informações: Policia Federal e Receita Federal

Mais uma técnica de enfermagem do Hospital Universitário (HU) de Londrina faleceu vítima da Covid-19. Maria Aparecida Felipe Caetano, de 54 anos, trabalhava na linha de frente no Hospital de Retaguarda de combate ao coronavírus. Era funcionária do hospital desde agosto de 2020 de forma temporária. Ela testou positivo em dezembro, estava internada na própria unidade e faleceu nesta terça-feira (23). O corpo será sepultado no Cemitério Parque das Allamandas.

A assessoria de comunicação do HU informou que Maria não foi vacinada. Quando a campanha de imunização dos profissionais de saúde começou, ela já estava infectada. “Era uma colega de trabalho e um ser humano de grandioso valor e fará imensa falta, mas estará sempre em nossos corações e lembranças. À família, nossas sinceras condolências, e que Deus conforte o coração de todos nesse momento tão doloroso. Gratidão pela sua dedicação aos nossos serviços e pacientes”, afirmou a direção do HU, por meio de nota.

Segunda morte em menos de uma semana
Na sexta-feira (19), outra técnica de enfermagem do HU faleceu em decorrência da doença. Nair de Fátima Silva, de 50 anos, trabalhava na gerência de enfermagem do ambulatório de especialidades e no pronto-socorro. Era servidora do hospital desde 1994 e conhecida como Naná, era querida pelos colegas de trabalho.

No dia 21 de janeiro, Nair compartilhou uma foto no Facebook recebendo a primeira dose da vacina CoronaVac. Ela receberia a segundo dose, mas tinha apresentado resultado positivo para Covid-19 e não poderia ser vacinada. A eficácia da vacina só é adquirida após a aplicação da segunda dose do imunizante.

Segundo a assessoria do HU, ela foi internada no hospital no fim de semana com diabetes descompensada. Porém, reagiu bem ao tratamento e recebeu alta médica na terça-feira (16). Ela faleceu quando procurava atendimento médico no Hospital Dr Anísio Figueiredo (Hospital Zona Norte).

Foto: Arquivo Facebook

Informações: H.U. Londrina

Equipes do Núcleo de Proteção à Criança e Adolescente (Nucria) de Londrina e da Delegacia de Rolândia estiveram nas ruas na manhã desta Terça-Feira (22) para cumprir mandados de prisão expedidos pela Vara de Crimes contra Crianças e adolescentes de Londrina. A operação resultou em quatro prisões de homens - de 48, 32, 59 e 45 anos que não tiveram seus nomes divulgados. Eles são condenados por atentado violento ao pudor. As penas vão de 6 a 18 anos.

Foto: Divulgação

Informações: Nucria Londrina

O Secretário de Saúde do Paraná Beto Preto afirmou nesta segunda-feira 22, que o sistema hospitalar do Estado está em colapso iminente. Muitas unidades com leitos exclusivos para Covid 19 estão com 100% dos leitos de UTI e enfermaria ocupados. 

O secretário fez um apelo à população para que todos reforcem as medidas de proteção individual e adotem os protocolos sanitários para evitar o contágio. Beto Preto demonstrou preocupação com os eventos clandestinos, festas e aglomerações familiares. 

O governo vai estender o toque de recolher das 23h às 5h da manhã, além da proibição da venda de bebida alcoólica; a secretaria de saúde também vai suspender as cirurgias eletivas para evitar mais superlotação em hospitais. 

Beto Preto também afirmou que quarta ou quinta-feira (25) o Paraná deve receber cerca de 200 mil novas doses da vacina Coronavac. A declaração foi durante a entrega de nova ala do Hospital Universitário de Ponta Grossa. No mesmo evento, o Governador Ratinho Junior disse que o Paraná deve abrir 40 novos leitos de UTI Covid 19 nas várias regiões.  

 Leitos

De acordo com o portal da transparência do novo coronavírus, a taxa de ocupação média em UTI adulto exclusivo para pacientes com Covid 19 no Paraná está em 91%. A Macrorregião Oeste tem o maior número de pacientes internados com taxa de 97%, seguida da macro leste com 92%. As macrorregiões Norte e Noroeste estão com 86%. 

Londrina e Cascavel 

O Hospital Universitário Regional Norte do Paraná está 86% de taxa de ocupação de leitos UTI Covid 19.  

Em Cascavel, o HUOP – Hospital Universitário do Oeste está com 100% dos leitos de UTI ocupados com pacientes Covid 19. 

Foto: Arquivo

Informações: Secretário de Saúde do Estado do Paraná

A Central de Operações da 5ªCIPM, recebeu uma ligação de uma moradora da Rua Guilherme Bersani dizendo que no interior da mata em Cianorte, havia uma mulher pedindo socorro. Várias equipes policiais deslocaram até o endereço informado e localizaram ainda dentro da mata uma adolescente de 16 anos em estado de choque. Segundo as informações, ela estaria apenas com as roupas intimas e com uma das pernas acorrentada a uma árvore. Segundo a adolescente, ela estava passeando com seu cachorro próximo a sua residência, quando foi abordada por um homem que disse a ela que seu irmão teria sofrido um acidente de carro e que ele estaria em estado grave. Desesperada com a informação, ela seguiu o homem em direção ao local do acidente que seria próximo ao local onde ela estava. Em certo momento, o homem mostrou a ela uma arma de fogo de cor preta, do tipo pistola e disse para ela não fazer nenhuma reação brusca, pedindo para seguir em direção a mata. Relata ainda que quando adentrou a mata ela começou a correr para tentar desvencilhar do homem, quando outro homem que já estava dentro da mata a agarrou e disse que “agora ela é nossa”. No momento em que foi pega, ela conseguiu observar que no interior da mata havia mais 4 homens, dois de pele branca, e os outros que não se recorda de nenhum detalhes. Ela relata ainda que se debateu a fim de tentar escapar, porém em certo momento ela sentiu uma pancada na cabeça, vindo a desmaiar, e acordou somente no local que foi localizada pela equipe. Disse que estava sentindo muitas dores nas região genital. Diante da situação as equipes acionou a equipe do SAMU para prestar os primeiros atendimentos a vítima, e posteriormente foi encaminhada até o Hospital São Paulo em Cianorte. Após atendimento hospitalar, foi relatado que a vítima não possuía sinais aparentes de ter sido violentada sexualmente.  A corrente que estava no local foi recolhida pela equipe e entregue na 21ª SDP de Cianorte, como prova de crime.

Foto: Divulgação

Informações: Polícia Militar de Cianorte

O prefeito Edimar Santos, a convite da Câmara de Vereadores, participou, na noite desta segunda-feira, 22 de fevereiro, da primeira sessão ordinária da Legislatura 2021-2024.
Edimar falou sobre as várias ações previstas para a gestão do município. O prefeito enfatizou que a o trabalho à frente da Administração será intenso, com muitos desafios, porém com muitos projetos e conquistas e que tem certeza que com o apoio dos vereadores, será mais fácil contornar adversidades e fazer uma gestão voltada para o bem da comunidade.
 
Foto: Secretaria de Comunicação PMSCP
 
Informações: Secretaria de Comunicação PMSCP
 
Rádio Almagro FM

A Prefeitura de Londrina publicou na última sexta-feira (19) um decreto que mantém o horário do comércio das 9h30 às 18h30 durante a semana, e das 9h às 13h no sábado. A determinação é válida até o próximo fim de semana. 

O horário ampliado é motivado pela pandemia de coronavírus, como forma de diminuir as aglomerações nos estabelecimentos. Nesta segunda-feira, o secretário de Saúde Felippe Machado descartou medidas mais restritivas para enfrentar a pandemia.

Shoppings  

Os shoppings, galerias e todos os estabelecimentos instalados nesses locais permanecem com autorização para funcionar de segunda-feira a sábado, das 10 às 22h, e aos domingos, em horário regular, adotando, se necessário, sistema de escala de revezamento entre os contratados.

A determinação estabelece ainda limitação do número de clientes e frequentadores em, no máximo, 50% da capacidade do local, além da adoção de acessos exclusivos e independentes para entrada e saída, separados entre si, devidamente controlados.

Foto: Internet

Informações: Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Londrina

Rádio Almagro FM

Página 1 de 33